0228c600819501a78f0eccce773e02c4 (1)

Cada criança tem seu tempo. Será?

Existe um “senso comum” que todos abraçamos de que “cada criança tem seu tempo” (e é verdade!). Mas existem marcadores do desenvolvimento que compreendem faixas etárias de aquisição – com alguma variabilidade – mas com certos limites.

Os estudos são claros: nos primeiros 1.000 dias de vida, o cérebro do bebê se desenvolve mais rapidamente do que em qualquer outro momento. Os momentos iniciais são muito importantes e seus efeitos podem durar a vida toda.

Além disso, detectar precocemente se há alterações do desenvolvimento pode permitir intervenções precoces que minimizem muito os sintomas ou até os faça desaparecer!

O primeiro mês de vida

Papais adaptando-se à chegada do novo serzinho, bebê se adaptando a esse mundo aqui fora. Boa parte das habilidades que vamos descrever aqui só se consolidarão até o final do segundo mês. Então, fiquem atentos, mas sem angústia!

Não é momento de fazer nenhuma intervenção específica e nenhuma inabilidade nesse momento significa atraso. Alguns marcos importantes para que você não apenas saiba o que esperar, mas compreenda melhor o modo como seu filho vai se comunicar, são:

😮 Acorda e se assusta ao ouvir um som.
🗣 Depois das primeiras semanas, começa a fazer sons com a garganta.
😭 Seu principal meio de “comunicação” é o choro, modo pelo qual expressa tudo o que precisa.

Sobre o choro: muitas vezes vai ser na tentativa e no erro, então é preciso ter calma e paciência para compreender essa linguagem. Se antes a casa era silenciosa, é bom preparar o coração para a nova vida que chega. E chorar – em graus variáveis – fará parte do repertório do seu bebê!

O bebê mama! Muito! E não só pode como deve mamar sempre que quiser. Neste primeiro momento, não se preocupe tanto em restringir horários e rotina de mamadas. É um tempo de adaptação do corpo da mãe e da necessidade do bebê.

Depois de uns 15 dias mais ou menos o seu bebê começa a sorrir em resposta e presta atenção na pessoa momentaneamente, fixando o olhar na pessoa por pelo menos dois segundos.

→ Lá pela terceira semana, já vemos o bebê acalmando-se quando é pego no colo e movendo livremente os olhos ou a cabeça para explorar o ambiente.

👀 Ele também já pode conseguir mover os olhinhos parcialmente acompanhando um objeto em movimento.

Se você é mãe e pai de primeira, segunda ou terceira viagem, ou quantas viagens forem, acompanhe meu conteúdo no instagram e aqui no meu blog. Confie na sua intuição e busque informação de qualidade.

Até a próxima!

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *